Páginas do TerraAvermelhada.blogspot.com

sábado, 21 de julho de 2012

12.Mai.11 – Produção Industrial aumenta significativamente


Gosto da frase, e da ideia que lhe está subjacente e, por isso mesmo, não me canso de a utilizar.

ANGOLA ESTÁ A MUDAR.

Hoje de manhã, quando me deslocava para o trabalho, ouvi um interessante programa na rádio (cuja estação não retive) chamado VECTOR. Tal como a locutora frisou o programa pretende ser um vector para a divulgação da economia Angolana. E, a avaliar pelo que ouvi hoje, o objectivo é totalmente cumprido.

E o tema (julgo que da semana) era “O sector dos materiais de Construção” mas, antes de o abordar, foi feita uma excelente nota introdutória que fez também referência ao tema da semana passada e é nesse que me vou focar…

Nessa nota foram divulgados os novos projectos industriais, já em funcionamento, para a produção de vidro (quer para utilização em garrafas quer para a produção de vidros de segurança para edificio) e, na sua sequência, foi explicado o grande impacto destas indústrias na economia Angolana.

E porquê? Porque com a produção nacional de garrafas de vidro (e também de latas para refrigerantes), o volume e valor de importações reduziu significativamente porque, até há poucos meses, Angola importava os produtos necessários para fazer o próprio refrigerante, e as garrafas (e latas) para efectuar o enchimento em território Angolano. Como se compreende, até há cerca de 2 anos, as importações eram de garrafas e latas já engarrafadas…

E este, na minha opinião, é mais um grande exemplo da rapidez com que a economia Angolana se tenta aproximar de outras mais desenvolvidas… Em cerca de 2 anos passa de importação total para importação apenas de alguns produtos necessários para a produção das bebidas.

A acreditar no que foi divulgado esta “pequena alteração” causou a redução de milhares de contentores que diariamente entopiam os portos Angolanos. E esses são os benefícios indirectos, que muitas vezes não valorizamos, do crescimento do tecido industrial.

Foi ainda feito um grande realce para a articulação entre o arranque da produção nacional e a actualização das pautas aduaneiras para este tipo de produtos que pretende, evidentemente, penalizar agora as importações destes produtos que, finalmente, já são produzidos em Angola.

Fiquei ainda a saber que as empresas ligadas à produção das garrafas, são de origem Sul Africana e que, para além da produção das garrafas para as suas marcas próprias (Coca-Cola, etc etc) vão também iniciar a produção de produtos nacionais (principalmente cervejas)

Agora julgo que me darão razão… ANGOLA ESTÁ A MUDAR!


NOTA: Peço que, caso saibam qual é a estação de rádio e/ou nome da jornalista me indiquem porque teria todo o gosto em acompanhar este programa e, se possível, obter os “podcast’s”.

3 comentários:

Lúcia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
L.A. disse...

LAC - Luanda Antena Comercial, penso eu de que.

repórteres de improviso disse...

Muito bem pesquisado Lucia. Já tinha tentado mas por algum motivo não me tinha aparecido. Vou ver se consigo arranjar podcast. Podia ser interessante...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...